Acordo com governo da Paraíba irá incentivar a produção do algodão orgânico

Maysa Gadelha (terceira da esquerda para a direita) durante reunião para discutir fomento à agricultura familiar

Maysa Gadelha (terceira da esquerda para a direita) durante reunião para discutir fomento à agricultura familiar


Na última quinta-feira (22), Maysa Gadelha, secretária de Promoção de Negócios da Unisol Brasil, se reuniu com Ricardo Coutinho, governador da Paraíba, para discutir projetos de fomento à agricultura orgânica e familiar.
O encontro resultou numa parceria com o governo do estado para o incentivo ao cultivo de algodão orgânico pelos trabalhadores rurais de dois assentamentos da reforma agrária, numa iniciativa que irá beneficiar 100 famílias.
“Alguns agricultores cultivam produtos de subsistência, como milho e feijão. Outros produzem o algodão orgânico. Mas havia demanda por uma garantia de compra da produção”, destaca Maysa.
Inicialmente, serão beneficiados os trabalhadores dos assentamentos Vida Nova 1 e 2, em Aparecida, no Alto Sertão paraibano, que irão cultivar 500 hectares do produto. A produção será vendida a empresários paulistas do setor têxtil, com garantia de mercado justo. Ao governo estadual caberá o apoio com o fornecimento de sementes e assistência técnica.
Também participaram da reunião Marenilson da Silva, secretário de Agropecuária e da Pesca da Paraíba, Tatiana Domiciano, presidente da Cinep (Companhia de Desenvolvimento da Paraíba) e empresários do setor têxtil.
 

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM