Agricultores de assentamento buscam auxílio da Embrapa para produção agroecológica

Agroecologia

Foto: Divulgação / Embrapa


Agricultores do assentamento Nova Esperança, em Iranduba (AM), estão participando do projeto Transição Agroecológica, da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) Amazônia Ocidental, que tem como objetivo apoiar trabalhadores rurais interessados em substituir a agricultura tradicional, com base em agrotóxicos, por práticas agroecológicas.
Por meio do programa, 25 alunos do Ifam (Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Amazonas), foram capacitados em Diagnóstico Rural Participativo e vão colaborar com agricultores no diagnóstico do assentamento.
Entre os dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, os agricultores participaram de uma oficina com pesquisadores e os estudantes do Ifam no assentamento. O objetivo foi identificar os problemas nas lavouras e as técnicas agroecológicas corretas para a solução dessas demandas.
A atividade faz parte do plano de ação “Vitrines tecnológicas permanentes para o Bioma Amazônia”, que por sua vez integra um projeto nacional da Embrapa, chamado “Vitrines permanentes de tecnologias para a transição agroecológica”, liderado pela Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS) com ações nos biomas Amazônia, Caatinga, Mata Atlântica, Cerrados e Pampa.
 

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM