Agricultura Familiar continuará prioridade na política de organismo internacional (FAO) e influencia política brasileira do setor

28760040thumb
A Unisol Brasil tem investido em vários projetos do setor. Confira também os eventos relacionados no nosso site
O Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014 teve um profundo impacto na América Latina e no Caribe. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, afirmou em comunicado que o setor vai continuar sendo prioridade da agenda regional no próximo ano. A agência declarou que a agricultura familiar é a chave para a erradicação da fome por toda a área graças à produção de alimentos, à geração de empregos e ao desenvolvimento rural sustentável.
Segundo a FAO, “é fundamental que os governos da região aproveitem o avanço global na agricultura familiar para continuar reforçando o progresso dos milhões de homens e mulheres que trabalham no setor”.
Como parte deste direcionamento de valorização da terra e das famílias que vivem do campo, a Unisol Brasil tem um setorial dedicado à agricultura familiar e tem como afiliados dezenas de empreendimentos solidários formados por agricultores e suas famílias, que já foram assunto de matérias publicadas neste site, como a Coopnatural, da Paraíba (PB) e a Rede Sete Barras (SP).
Já a iniciativa da FAO está ajudando a impulsionar o desenvolvimento sustentável das áreas rurais. Isso é feito por meio do fortalecimento das capacidades institucionais e das associações de agricultores, onde o cooperativismo tem forte tradição. A FAO trabalha com os governos para promover o acesso a recursos naturais e de produção, assim como os serviços de assistência técnica e de novos mercados.
No Brasil, o Governo disponibilizou R$ 24,1 bilhão à partir de julho de 2014 para o Plano Safra de 2014/2015. Em apenas cinco meses após o lançamento do Plano, os agricultores familiares brasileiros já contrataram mais de R$ 13 bilhões em linhas de custeio e investimento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). No período de julho a novembro, foram efetivados 976.572 contratos entre em todo o País. Em comparação com o mesmo período da safra passada (2013/2014), houve aumento de 26% no valor contratado e de 3% no número de contratos.
Os investimentos em agricultura familiar em outros países da América Latina também tem aumentado. A Argentina criou a Secretaria de Estado para Agricultura Familiar e também um Conselho sobre o assunto. A FAO mencionou avanços ainda no Peru, na Bolívia, no Paraguai e no Uruguai. Houve progresso também no México, na Nicarágua e em Honduras, onde o governo criou a Estratégia Nacional de Agricultura Familiar.
Este semestre já se inicia com muitos eventos do setor de agricultura e agroecologia. Noticiamos alguns deles por meio da seção eventos da nossa home page.
Fonte: Rádio ONU, site do MDA e Unisol Brasil

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM