Apoio italiano

Sabina Breveglieri, representante da organização Nexus, da Itália, esteve no Brasil de 29 de julho a 20 de agosto para acompanhar os projetos que mantêm em parceria com a UNISOL Brasil. A missão contou com algumas visitas a empreendimentos da Economia Solidária, onde acompanhou o dia-a-dia dos trabalhadores. Em território nacional, o que mais chamou sua atenção foram o ritmo de crescimento do País e o esforço para diminuir a desigualdade social, assuntos que você acompanha na entrevista que Sabina concedeu a UNISOL Brasil.
UNISOL Brasil: Qual o objetivo da visita ao Brasil?
Sabina Breveglieri: O sentido da visita foi acompanhar os projetos que a Nexus mantém em parceria com a UNISOL Brasil e conhecer o estado de desenvolvimento do cooperativismo e da economia solidária no País.
UNISOL Brasil: Quais são as atividades desenvolvidas pela Nexus?
Sabina Breveglieri: Nossas atividades são de apoio a algumas cadeias produtivas da UNISOL Brasil, uma delas é a Justa Trama (Cadeia Ecológica do Algodão Solidário), na qual acompanhamos desde 2007 com o proposto de fortalecer a viabilidade econômica. Outro empreendimento é a Cocajupi (Central de Cooperativas de Cajucultores do Estado do Piauí), lugar onde estamos desenvolvendo a fabricação da cajuína. Um empreendimento que acabo de conhecer é a Coopasub (Cooperativa Mista Agropecuária de Pequenos Agricultores do Interior da Bahia), que mantém projetos de grande envergadura.
UNISOL Brasil: A parceria entre Nexus e UNISOL Brasil vem de longa data?
Sabina Breveglieri: Faz mais de 10 anos que somos parceiros. Essa é uma das uniões mais fortes que nossa ONG mantém e é muito importante em um momento de crise política e econômica na Europa, porque nos traz desafios de encarar outra economia e ter novas maneiras de construir uma sociedade mais solidária e igualitária.
UNISOL Brasil: O que te chamou mais a atenção enquanto esteve no Brasil?
Sabina Breveglieri: Foi o importante ritmo de crescimento do País. O governo brasileiro está se esforçando para diminuir a desigualdade social. A Economia Solidária aponta para este tipo de desenvolvimento mais sustentável. Para nós, que vivemos na Europa, é uma esperança em meio à crise.
[nggallery id=21]

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM