Cabo-verdianos terão agenda cheia no Brasil

Por meio do projeto de cooperação técnica, a UNISOL Brasil receberá delegação de Cabo Verde para conhecer as experiências nas áreas de reciclagem e artesanato em território nacional. O grupo desembarcará por volta das 14h, em Campina Grande, Paraíba, no dia 7 de julho. Lá encontrarão com equipe da UNISOL para visitar a Coopercabritas, Coopernut, Coopernatural, além de participar de reunião com o Sebrae (Agência de Apoio ao Empreendedor e Pequeno Empresário) da Paraíba.
Dando continuidade à agenda, no dia 9 toda a equipe sairá de Campina Grande com destino a Olinda, em Pernambuco, para conhecer a décima segunda edição da Fenearte (Feira Nacional de Negócios do Artesanato), que anunciou sua chegada com o tema Literatura de Cordel, em primeiro de julho. A visitação se estenderá até o dia 10 na parte da tarde, porque à noite o grupo embarcará para São Bernardo, cidade sede da UNISOL, onde a agenda dos cabo-verdianos continuará cheia.
No dia 11 está programada visita na Ceagesp (Companhia de Entrepostos de Armazéns Gerais de São Paulo). No dia 12, conhecerão a Uniforja, Cooperlimpa, Coopcent e participarão de reunião, com presença de artesãos, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em Diadema. Já no dia 13, os cabo-verdianos estarão em Campinas, interior de São Paulo, para conhecerem o Armazém das Oficinas, a Coopertatuapé e Remodela. Haverá ainda almoço e visita ao empreendimento de artesanato Criolé, do município de Hortolândia.
Para o dia 14 está sendo organizado pela UNISOL grande evento no auditório do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo. Trata-se do seminário Diálogo Brasil Cabo-Verde. Além do evento, os cabo-verdianos visitarão neste mesmo dia as instalações do Sindicato e a sede da UNISOL. Em 15 de julho, último dia de agenda, a equipe vai à fábrica Polynorth, em Osasco, para conhecer um exemplo de transformação do material reciclado e também experiências comerciais relacionadas ao artesanato na cidade de São Paulo. 
Histórico do Projeto – A Câmara Municipal da Praia solicitou em 2010 o apoio da Embaixada do Brasil em Cabo Verde pela dificuldade de organização da coleta de lixo e reciclagem, além do artesanato local, outra área desfavorecida e que ainda não tem identidade própria. A Embaixada enviou a demanda à Agência Brasileira de Cooperação, que por sua vez convidou a UNISOL Brasil para participar da cooperação técnica, por ter larga experiência em projetos que contemplam as duas áreas de atuação.
O projeto foi assinado em 23 de fevereiro deste ano, em Brasília, e lançado oficialmente no dia 5 de maio, na Câmara Municipal da Praia. Neste dia, delegação da UNISOL Brasil composta por representantes dos setores de reciclagem e artesanato acompanharam tudo durante a primeira missão. De 3 a 11 de junho foi realizada outra visita à Cidade da Praia. José Carlos Souza, dirigente da Coopertatuapé, localizada em Campinas, interior de São Paulo, e outros integrantes do grupo de trabalho cabo-verdiano visitaram o lixão da Cidade da Praia e fizeram reuniões para encaminhar o estudo de viabilidade.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM