Caixa vai liberar financiamento agrícola nas próximas semanas

Credito rural 2
Linha de crédito é destinada aos produtores rurais e poderá ser contratada por pessoas física e jurídica ou por cooperativas
Nas próximas semanas, devem ocorrer as primeiras liberações de recursos para financiamento de máquinas e implementos agrícolas novos, informou, nesta terça-feira (9), a Caixa Econômica Federal. Os pedidos de empréstimo encaminhados pelos agricultores estão sob análise do banco.
Os financiamentos são destinados aos produtores rurais e poderão ser contratados por pessoas física e jurídica ou por cooperativas no Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Finame Agrícola).
A linha de crédito tem recursos do Finame Agrícola, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e começou a ser operada pela Caixa na safra atual (2014/2015).
Além disso, a Caixa fixou o limite de financiamento em R$ 10 milhões por proposta, permitindo ao produtor ter mais de um empréstimo. Confira as condições da linha de crédito especial:

  • Juros de 4,5% e prazo de pagamento do empréstimo de até 10 anos, incluída a carência, para produtores ou pessoa jurídica com faturamento anual inferior a R$ 90 milhões;
  • Juros de 6% anuais, com pagamento podendo ser feito em até 10 anos, para produtores ou pessoa jurídica com faturamento anual superior a R$ 90 milhões;
  • Juros de 6% e prazo de pagamento de até 10 anos para pessoas físicas para financiamento de caminhões.

Finame Agrícola
Finame Agrícola é uma linha de financiamento, realizada por intermédio de instituições financeiras credenciadas, voltada à produção e à comercialização de máquinas, implementos agrícolas e bens de informática e automação destinados à produção agropecuária, novos e de fabricação nacional, credenciados pelo BNDES.
Pelas regras do BNDES, estes bens devem apresentar índice de nacionalização mínimo de 60%, em valor e peso, ou cumprir o Processo Produtivo Básico (PPB), que são as etapas de produção mínimas necessárias para a fabricação de um determinado produto como uma das contrapartidas aos benefícios fiscais.
Fontes: Portal Brasil e Agência Caixa de Notícias.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM