Encontro reúne representantes da Casa Apis e de parceiros em Brasília

Claiton Mello, Arildo Mota Lopes, José Caetano de Andrade Minchillo, Antonio Leopoldino Dantas Filho, Edinilson da Costa, Mariana da Silva e Marcos Mello Frade

Claiton Mello, Arildo Mota Lopes, José Caetano de Andrade Minchillo, Antonio Leopoldino Dantas Filho, Edinilson da Costa, Mariana da Silva e Marcos Mello Frade


O presidente e o assessor da Diretoria da Unisol Brasil, respectivamente, Arildo Mota Lopes e Alexandre Silva, participaram no dia 3 de dezembro de reunião do Conselho Consultivo Nacional da Casa Apis, na sede da Fundação Banco do Brasil (FBB), em Brasília. O objetivo foi discutir estratégias da produtora de mel do Piauí com seus parceiros e alinhar ações que fortaleçam a gestão e deem mais vitalidade econômica e administrativa ao empreendimento nordestino.
Representaram a Casa Apis o diretor geral, Antonio Leopoldino Dantas Filho, o Sitonho, e o diretor-tesoureiro, Edinilson Nunes da Costa. Pela FBB estiveram presentes o presidente José Caetano de Andrade Minchillo, o diretor-executivo de Desenvolvimento Social, Marcos Melo Frade, o gerente de Assessoramento Técnico, Claiton Mello, e Mariana da Silva. O encontro contou também com representantes do Sebrae-PI, da Unidade de Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil (UDS/BB) e Superintendência do Banco do Brasil no Piauí.
“A reunião acontece duas vezes por ano para que o empreendimento apresente seu desempenho durante o ano e discuta as estratégias a serem adotadas no ano seguinte. O que percebemos é que a Casa Apis está conseguindo dar respaldo às necessidades dos associados e dos parceiros apesar da seca que atingiu a região recentemente”, comenta Alexandre Silva, assessor da Diretoria da Unisol Brasil.
Por causa da estiagem, a Casa Apis produziu 175 mil quilos de mel em 2012. Neste ano, já atingiu 500 mil quilos e a expectativa é de aumentar ainda mais a produção. “Em 2013 voltou a chover. Mas com a seca prolongada houve perda de enxames. Por conta disso, a produção demora para voltar ao normal”, explica Silva.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM