Com apoio técnico da UNISOL Brasil, a Cooperativa de Reciclagem Sem Fonteiras viabilizou financiamento junto ao BNDES

A Cooperativa Sem Fronteiras, foi fundada em 12/07/2004, fruto da aspiração de homens e mulheres desempregados participantes do Programa de Geração de Renda no Município de São Paulo, (Gestão 2000-2004) – e filiou-se a UNISOL Brasil em agosto de 2007.
 
A Cooperativa conta hoje com 65 cooperados, sendo a maioria mulheres arrimo de família, que triam e comercializam em torno de 140 toneladas de material reciclável.
 


Cooperados na triagem dos resíduos.

 
O grupo fundado pelos integrantes: Flávio Leandro de Souza, Maria José da Costa Souza, Maria Valdeli dos Reis Saraiva, Regina Aparecida Eduardo e José Roberto Freitas, se desenvolveu a partir do planejamento que iniciaram denominado Projeto Esperança,
 


Caminhão estacionado no galpão daCooperativa Sem Fronteiras

 
O convênio firmado com a Prefeitura possibilitou à esses trabalhadores um galpão, equipamentos e um caminhão cedido, para iniciar o trabalho.
 
O objetivo da Cooperativa Sem Fronteiras é gerar trabalho e renda para seus cooperados, a partir da coleta de resíduos recicláveis e contribuir com a melhoria da qualidade de vida no Distrito Jaçanã/Tremembé e entorno, auxiliando na preservação do meio ambiente e do ecossistema.
 
Aos praticamente 5 (cinco) anos de vida e resistência, a Cooperativa Sem Fronteiras vem realizando a coleta seletiva nos bairros: Jaçanã, Tremembé, Tucuruvi e Santana, além de atender também condomínios, escolas empresas e comércio.
 
Atualmente a cooperativa conta com o apoio crescente da população, que reconhece seu trabalho e colabora separando os residuos recicláveis e destinando-os à Cooperativa.
 
Essa adesão social ao problema do lixo conquistado junto aos moradores da região trouxe necessidade de repensar e aumentar a capacidade de coleta e processamento da cooperativa, e a buscar recursos junto ao BNDES para viabilizar a ampliação da operação e potencializar a capacidade de trabalho e ingresso de mais catadores e catadoras na cooperativa.
 


Cooperados recebendo formação.

 
Com esse objetivo em mente e apoiados pela UNISOL Brasil, submeteram seu projeto ao BNDES e foram contemplados com R$ 460 mil para realizar as ampliações necessárias.
 

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM