Começa este mês a construção da nova fábrica da Copromem

As obras da nova fábrica da Copromem (Cooperativa dos Produtores Metalúrgicos de Mococa), interior de São Paulo, estão previstas para iniciar ainda este mês. De acordo com o diretor tesoureiro do conselho administrativo, Adriano José dos Reis Carraro, até essa sexta-feira será feita a contratação da construtora. O prazo para a finalização da construção é de aproximadamente nove meses, conforme anunciou uma das construtoras do processo licitatório.
A expectativa é imensa por parte de todos os cooperados, já que pagam aluguel do espaço onde trabalham atualmente. A nova planta será construída as margens da rodovia SP-340, na cidade de Mococa, em terreno de 92 mil metros quadrados, doado pela prefeitura municipal. Com isso, a capacidade de produção será ampliada de 1, 4 mil toneladas mês para duas mil toneladas.
Quem está acompanhando cada detalhe da obra é a cooperativa Integra, constituída desde 1999 na cidade de São Paulo. Os dois empreendimentos são filiados a UNISOL Brasil e foi assim que eles se conheceram. Em 2007, a Integra realizou estudo de viabilidade para criação da nova fábrica da Copromem. A partir de 2009 realizaram projetos de arquitetura e engenharia, layout industrial, viabilidade econômica e negociação junto ao BNDES para captação de financiamento, aprovado e assinado em setembro de 2011, e manter o relacionamento com outras entidades financeiras.
Conforme explicou o diretor financeiro da Integra, Adelcke Rossetto, a cooperativa será responsável pelo gerenciamento de toda a obra da nova fábrica da Copromem, assim como a mudança de pessoal e maquinário. “O importante é essa sinergia entre duas entidades associadas à UNISOL Brasil. Dessa forma, todos saem ganhando com uma cooperativa industrial capacitada, competente e competitiva”, disse Rossetto.
História de Sucesso
Quando foi anunciado que a antiga metalúrgica Nicola Rome, da cidade de Mococa, estava falindo muitas pessoas não acreditaram, principalmente os clientes por se tratar de uma empresa centenária. Mesmo assim, os trabalhadores não desistiram. Eles arregaçaram as mangas e continuaram trabalhando para que a empresa se tornasse uma cooperativa. A Copromem iniciou as atividades em 2000 e foram tempos bastante difíceis, já que o trabalhador ganhava apenas R$ 50 e uma cesta básica para o sustento da família. A tarefa de retornar ao mercado de trabalho não foi nada fácil, mas eles venceram.
Hoje a Copromem fatura anualmente R$ 90 milhões. Contam com 353 cooperados e 158 funcionários. Entre os principais clientes estão, Caterpillar Brasil, CNH Latin América, Komatsu do Brasil, JCB do Brasil, Liebherr Brasil e recentemente a Doosan. “A Integra e a UNISOL Brasil tem participação grandiosa na Copromem. O empreendimento está desde o início do pleito do projeto. Isso agregará muito para Economia Solidária e para o modelo cooperativista brasileiro”, afirmou Carraro. A cooperativa é filiada a UNISOL Brasil desde 2002.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM