Complexo Industrial da Coopasub é Inaugurado

Foi em tom de ‘missão cumprida’ que representantes da Coopasub (Cooperativa Mista Agropecuária de Pequenos Agricultores do Sudoeste da Bahia), inauguraram oficialmente, no dia 26 de setembro, em Vitória da Conquista, o Complexo Industrial. O início de uma nova fase contou com olhares atentos de dois mil  sócios-produtores do empreendimento, que ao participaram da solenidade não deixaram passar nenhum detalhe. Também não faltaram câmeras fotográficas para registrar o dia que entrou para a história.
A comemoração contou com as presenças do coordenador geral da UNISOL Brasil, Alexandre Antonio da Silva, do coordenador do setorial da Agricultura Familiar na UNISOL, Israel de Oliveira Santos, do assessor da Secretaria Geral da Presidência da República, Jeter Gomes, do governador da Bahia, Jaques Vagner, do presidente da Fundação Banco do Brasil, Jorge Streit, além de representantes da Uesb (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia), MST (Movimento Sem Terra), MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores), Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), ASA (Articulação do Semiárido), GEP (Grupo de Economia Popular) BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e Petrobras.
Alguns presentes aproveitaram a oportunidade para conhecer as instalações do novo Complexo. Na ocasião, o coordenador geral da UNISOL fez questão de desejar boa sorte nesta nova fase do empreendimento, parabenizando a Coopasub e seus filiados. Já o coordenador do setorial de Agricultura Familiar ressaltou que a cooperativa é exemplo para todo o País. “Os produtores demonstraram, por meio da organização, que é possível superar desafios políticos, econômicos e sociais”, pontuou Santos.
O Complexo Industrial da Coopasub entrou em funcionamento há cerca de dois meses e apresentando resultados acima do esperado. Até o momento foram processadas 1.484,58 toneladas de raiz de mandioca, o que resultou em uma produção de 373,39 toneladas de fécula. Desses números, foram comercializados 117, 49 toneladas do amido, o que representa o valor de R$ 149.845 em comercialização.
Desde 2005, quando surgiu a cooperativa, existia a articulação dos agricultores familiares para concretizar o projeto da indústria. Durante esse tempo, a Coopasub recebeu investimentos na ordem de R$ 12 milhões advindos de parceiros institucionais, o que incluiu compra de equipamentos; instalação de casas de farinha; apoio à gestão com capacitações; e estações digitais para oferta de cursos de informática.
[nggallery id=27]

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM