Confecção & Têxtil

O Setorial Confecção & Têxtil busca unir o potencial e a experiência das empresas recuperadas do ramo têxtil com a diversidade de experiências e produtos do ramo de confecção.
Através da parceria e formação de uma rede entre esses empreendimentos, pretende-se, cada vez mais, aperfeiçoar os processos produtivos de forma integrada, buscando qualidade, aumento da capacidade produtiva e um maior poder de compra que leve a uma inserção mais ampla no mercado nacional, e junto às próprias cooperativas, de outros setores que são consumidoras desses produtos.
Uma das estratégias para alcançar esses objetivos é a busca de investimentos em qualificação profissional, em equipamentos de ponta e no desenvolvimento de produtos diferenciados que levem a marca da UNISOL Brasil.

JUSTA TRAMA

A JUSTA TRAMA é um empreendimento que envolve agricultores, coletores de sementes, fiadoras, tecedores e costureiras, dentro do conceito de Cadeia Ecológica do Algodão Solidário.
Fazem parte dessa Cadeia, os agricultores familiares do interior do Ceará, que colhem e plantam o algodão agroecológico.
Trabalhadores de 7 estados da Amazônia, reunidos na Cooperativa Açaí, produzem corantes naturais, coletam e beneficiam sementes e outros elementos da região, utilizados nas roupas da marca JUSTA TRAMA.
Na Cones – Cooperativa Nova Esperança, de Nova Odessa, interior de São Paulo, é feita a fiação do algodão agroecológico.
Vários tipos de tecidos são fabricados com esse algodão, tecidos esses que, nas mãos das profissionais da Fio Nobre e da Univens – Cooperativa de Costureiras Unidas Venceremos, respectivamente de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, transformam-se em roupas da marca JUSTA TRAMA.
É a consolidação de um modelo de desenvolvimento sustentável e solidário, em que a cooperação vai do primeiro ao último elo da cadeia, que é o consumidor.
Nesse empreendimento, a parceria UNISOL Brasil/Sebrae atua na gestão do negócio, complexo na medida em que envolve várias Cooperativas, distribuídas em pontos distantes uma das outras.

CADEIA PRODUTIVA DO ALGODÃO

1ª Fase – Cultura do Algodão
2ª Fase – Sementes e Tinturas
3ª Fase & 4ª Fase – Fio & Tecido
5ª Fase – Confecção
O algodão – em Tauá, Massapé, Choro e Quixadá, no Ceará, agricultores(as) familiares articulados(as) pela ADEC – Associação de Desenvolvimento Educacional e Cultural de Tauá plantam e colhem o algodão agroecológico empregando técnicas de conservação do solo e da água, valorizando a biodiversidade, sem uso de agrotóxicos;
As sementes e as tinturas – mulheres e homens de sete estados da Amazônia, reunidos na Cooperativa Açaí, produzem corantes naturais, coletam e beneficiam sementes e outros elementos da Amazónia que são utilizados nas roupas da JUSTA TRAMA;
O fio – em Nova Odessa, São Paulo, trabalhadores(as) da Cooperativa Nova Esperança – Cones – realizam a fiação do algodão agroecológico;
O tecido – em Santo André, São Paulo, é a vez dos trabalhadores(as) fabricarem os vários tipos de tecidos com algodão agroecológico;
As roupas – em Itajaí, Santa Catarina, e em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, costureiras(os) da Fio Nobre e da Cooperativa de Costureiras Unidas Venceremos – Univens, confeccionam as peças.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM