COOCAI recebe visita e aprovação de centro de desenvolvimento da economia solidária

Manoel Basilio na COOCAI em Inhambupe BA

Estoque de materiais plásticos para a reciclagem, da COOCAI. Crédito: Manoel Basílio.


 
A Associação de Catadores de Inhambupe (COOCAI) foi o primeiro empreendimento do município baiano de Inhambupe a ser diagnosticado e visitado pela Cesol (Centro Público de Economia Solidária), entidade do Território do Litoral Norte e Agreste Baiano, ligada à Secretaria de Trabalho e Esporte (Setras), do governo do Estado.
Dois agentes de pesquisa de campo da entidade estiveram em Inhambupe, na quarta-feira (dia 15), para identificar e conhecer empreendimentos da economia solidária na região. Segundo Manoel Basílio, diretor de Resíduos Sólidos e Reciclagem da secretaria de Agricultura e Meio Ambiente deste município, “eles ficaram muito satisfeitos com o que viram e prometeram enviar em breve técnicos da entidade para fazer um levantamento das necessidades da associação, a fim de viabilizar capacitação dos sócios, fornecimento de equipamentos e recursos financeiros com o objetivo de fortalecer o empreendimento”, ressalta.
Os técnicos João Carlos e Domingos Ferreira participavam da reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural – presidido pelo secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Nélio Costa -, realizada na manhã do dia 15, na Câmara de Vereadores de Inhambupe, quando tomaram conhecimento da existência de um empreendimento da natureza da COOCAI no município e fizeram questão de conhecê-lo.
Ainda de acordo com Basílio, esse fato permitirá que a COOCAI fique muito mais forte e, assim, possa reunir condições de desenvolver um trabalho mais atuante e consolidado, influindo decisivamente na melhoria das condições ambientais do município.

Manoel Basílio, ex-vice-coordenador nacional do Setorial de Reciclagem da Unisol Brasil, mas ainda ligado à entidade, era catador de resíduos quando foi escolhido por Costa.

Sensibilizado com as dificuldades dos catadores do pacato município, localizado a 153 km da capital bahiana e com 40 mil habitantes, e sob as orientações do Prefeito Benoni Eduard Leys, Costa aposta no trabalho e conhecimentos de Basílio. Em decorrência do novo cargo, catadores e catadoras foram envolvidos e mobilizados para a criação da COOCAI, que é presidida por Rejane Lúcia da Conceição, moradora local e experiente no assunto.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM