Coopasub recebe selo da Agricultura Familiar

A emoção foi grande para Dona Marialva Novais Santos, cooperada da Comunidade de Sussuarana, situada no Município de Belo Campo, na entrega do Selo de Identificação da Agricultura Familiar que a Coopasub (Cooperativa Mista Agropecuária do Sudoeste da Bahia) recebeu, na tarde desta quarta-feira, dia 11, no Complexo Industrial, e passa um recado aos seus colegas cooperados “Não desanimem e venham participar dessa obra maravilhosa”, referindo-se ao empreendimento.
Para a realização de mais essa conquista foi necessário cumprir alguns critérios estipulados pela Secretaria de Agricultura do Estado, dentre eles a concessão da DAP Jurídica da Cooperativa, documento esse que possibilitará maior comercialização. Com isto, espera-se que haja o reconhecimento da Agricultura Familiar por todos os segmentos da sociedade.
Izaltiene Rodrigues, diretor presidente da Coopasub, recebeu o certificado de Identificação da Agricultura Familiar das mãos de Vivaldo Mendonça, diretor executivo da CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional). Em seguida, ele agradeceu o apoio dos parceiros e reafirmou seu compromisso junto aos cooperados. “Conseguimos esta conquista, mas temos muitas barreiras pela frente, e juntos iremos vencê-las”.
Mendonça disse que a Cooperativa já é vista com muito respeito pelo Governo do Estado por sua capacidade administrativa e gerencial. Além disso, o selo traduz o reconhecimento a partir da identificação da Agricultura Familiar na região de Vitória da Conquista como organizada e capaz de produzir alimentos de qualidade para toda Bahia.
Clayton Melo, Gerente de Comunicação e Mobilização da Fundação Banco do Brasil, instituição parceira do empreendimento desde a sua criação, destacou a importância da Coopasub na região. Conforme relatou, o selo veio para colorir o trabalho realizado pela Cooperativa nos últimos sete anos. “Esta certificação representa muito mais do que um ganho econômico, trata-se de mais um passo dado em busca da melhoria das condições de vida do agricultor”.
Identidade – O selo foi criado pelo MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) para identificar os produtos que tenham mais de 50% de participação da Agricultura Familiar. Na Bahia, a concessão se dá pela Seagri (Secretaria da Agricultura), por meio da Superintendência da Agricultura Familiar.

Claiton Mello, Izaltiene Rodrigues e Vivaldo Mendonça, durante a entrega do selo


Cooperados de Condeúba e cooperados de Belo Campo

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM