Cresce número de catadores cadastrados em programas sociais

Catadores

Nos últimos nove meses, cresceu em 63% o número de famílias de catadores de materiais recicláveis registradas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. Em abril de 2013, 18 mil famílias estavam registradas no sistema, número que saltou para 29 mil no último balanço.

O crescimento do número de registrados é fruto da estratégia de busca ativa de trabalhadores realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.
“Nosso esforço é para que as famílias de catadores, uma vez inseridas no Cadastro Único, tenham amplo acesso não apenas ao Bolsa Família, mas aos serviços que compõem a rede de proteção social”, afirma Denise Direito, coordenadora-geral de Apoio à Integração de Ações do Departamento do Cadastro Único do ministério.
São Paulo é o estado com maior número de famílias cadastradas, com 5.266 registros, seguido do Rio de Janeiro, com 3.851 cadastros. Paraná e Rio Grande do Sul vêm logo em seguida, com 2.638 e 2.129 registros, respectivamente.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM