“De presidente para presidente”

Brasília, 2 – “Estou falando de presidente para presidente.” A frase da alagoana Marize Rodrigues, 40 anos, casada, mãe de quatro filhos, revela a ousadia de milhões de brasileiros que lutam para ter acesso a oportunidades no país. No lançamento do Plano Brasil sem Miséria, feito pela presidenta Dilma Rousseff, nesta quinta-feira (2), Marize contou sua história para uma plateia de autoridades políticas, entre ministros, governadores, prefeitos e parlamentares, vários convidados e especialmente para a presidenta da República, no Palácio do Planalto. “Eu era apenas uma dona de casa. Hoje estou em Brasília, representando várias mulheres e outros trabalhadores. Isso não é para qualquer um”, brincou.
A presidente da Cooperativa de Costureiras Osasco, Marize Alves Prazeres Rodrigues, discursa no lançamento do Plano Brasil sem MisériaMarize foi beneficiária do Bolsa Família, programa de transferência de renda do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), e agora preside a Cooperativa de Costura Osasco, que reúne mais 14 mulheres no município paulista. Em 2003, ela ingressou no Bolsa Família e depois integrou o Projeto Oficina Escola, iniciativa da Prefeitura de Osasco, na Grande São Paulo. Em maio de 2011, Marize se desligou do programa por já ter condições de se manter financeiramente. “Por meio do Bolsa Família, tive acesso a vários outros serviços. Terminei o ensino médio e estou estudando inglês”, acrescentou.
Como se não bastasse o orgulho de falar publicamente sobre suas conquistas, após a cerimônia, representantes do Grupo Pão de Açúcar procuraram Marize para manifestar interesse em contratar os serviços da cooperativa para a produção de sacolas retornáveis, para substituir as sacolas plásticas nos supermercados. A nova empreendedora explica que a Cooperativa de Costura Osasco confecciona, além de sacolas em tecido 100% algodão, os uniformes escolares da rede municipal, camisetas e uniformes de empresas. “Nossa cooperativa foi formalizada em 2007. Hoje temos um espaço próprio. Crescemos bastante. Várias de nossas cooperadas estão cursando administração, informática”, comemorou.
Brasil sem Miséria – “A população pobre brasileira já foi acusada de tudo, inclusive de ser responsável pela sua própria pobreza, o que é um equívoco”, afirmou a presidenta Dilma Rousseff. Ela reafirmou o compromisso do Governo Federal de retirar 16,2 milhões de brasileiros da situação de extrema pobreza, por meio do Plano Brasil sem Miséria, que inclui transferência de renda, acesso a serviços públicos, nas áreas de educação, saúde, assistência social, saneamento e energia elétrica, e inclusão produtiva. “Sei que vamos enfrentar muitos desafios. Mas foram os desafios que me fizeram avançar na vida”, lembrou.
Para a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, com o Plano Brasil sem Miséria, o Governo Federal vai mobilizar toda a sociedade e unir esforços com os ministérios, governos estaduais, municipais e do Distrito Federal para a busca das famílias na extrema pobreza. A estratégia de busca ativa tem o objetivo de localizar, cadastrar e incluir as famílias nos programas sociais. “Com os instrumentos que temos e as ferramentas informatizadas, poderemos identificar quem são e onde estão a maioria das famílias pobres”, disse.
Além da presidenta e da ministra, também discursaram durante o evento, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, o governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, e o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Sussumu Honda. “Vamos trabalhar junto a partir de agora. Esse desafio é nosso”, afirmou o empresário.
Com informações de Aline Menezes / Sala de Imprensa do Ministério do Desenvolvimento Social

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM