Dia Nacional da Economia Solidária

O dia 15 de dezembro já está consagrado como Dia Nacional da Economia Solidária. A data – uma homenagem ao ambientalista Chico Mendes, assassinado em 1988 por sua luta em defesa dos povos da Amazônia – sempre enseja reflexões sobre conquistas e desafios, bem como atividades comemorativas.
Podemos entender a economia solidária como uma forma inovadora de produzir, trocar, e comprar tudo o que é necessário vender. Isto é, uma nova maneira de se comercializar produtos e até serviços, de um modo totalmente inovador e cooperativista. O lucro deixa de ser a principal e única meta de qualquer transação comercial – não que o lucro deixe de existir. Aqui, o que passa a ser valorizado é o próprio crescimento e fortalecimento do grupo que produz, sem que a Natureza seja prejudicada. As técnicas de produção garantem o bem-estar dos trabalhadores e a preservação do meio ambiente. Além disso, as organizações são autogestionárias, ou seja, são administradas pelos trabalhadores e empregados participantes, em regime de democracia direta sem a figura do patrão.
A UNISOL Brasil tem um compromisso com a Economia Solidária e trabalha nacionalmente para fortalecer e organizar o movimento em todo o país e para além cabe o destaque ao surgimento da UNICOPAS que consiste na junção das três grandes organizações nacionais do cooperativismo UNISOL BRASIL, CONCRAB e UNICAFES e a partir de agora a UNICOPAS (União Nacional das Organizações Cooperativistas Solidárias), tem o objetivo de lutar pela concepção do cooperativismo solidário no Brasil e do desafio de representar nacionalmente cooperados de agricultura familiar e economia solidária.
12472826_957998200954389_8117609848155800568_n

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM