Faturamento da Coopertrim cresce 40% em seis meses

O trabalho de melhora da produtividade está sendo feito em paralelo com a formatação do projeto de crédito

O trabalho de melhora da produtividade está sendo feito em paralelo com a formatação do projeto de crédito


A Coopertrim (Cooperativa Industrial de Trabalhadores em Metalurgia de Raul Soares), no interior de Minas Gerais, continua com apoio da Unisol Brasil e da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) em seu processo de reestruturação. E o trabalho já rendeu resultados, com um crescimento de 40% no faturamento mensal nos últimos seis meses.
Cláudio Domingos da Silva, secretário de Formação da Unisol e responsável pelo trabalho, destaca que o principal desafio é elevar o faturamento do empreendimento solidário, fundado em 2008 a partir da falência da fabricante de ferramentas agrícolas Tarza.
Isso é necessário na formulação do projeto para a obtenção de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.
“O trabalho de melhora da produtividade está sendo feito em paralelo com a formatação do projeto de crédito. Hoje o maior obstáculo é o faturamento mensal, que está na casa dos R$ 140 mil. Para conseguir o empréstimo, a cooperativa precisa faturar no mínimo R$ 400 mil”, ressalta Silva.
O empreendimento pretende pedir um empréstimo de R$ 5 milhões ao banco público. O recurso será utilizado na reestruturação do maquinário e das instalações da empresa, que atualmente conta com 40 cooperados.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM