Fundo Amazônia: inscrições para o edital Ecoforte Extrativismo são prorrogadas até 30 de dezembro

Edital Extrativismo
O prazo de inscrições para o edital Ecoforte Extrativismo foi prorrogado para até o dia 30 de dezembro deste ano.  O edital conta com recursos de R$ 6 milhões e tem por objetivo o apoio à estruturação de empreendimentos econômicos coletivos em Unidades de Conservação Federais de Uso Sustentável no bioma Amazônia. Serão contemplados projetos de unidades de conservação localizadas em sete estados (Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Pará, Rondônia e Tocantins), no valor de até R$ 450 mil, voltados ao beneficiamento ou comercialização de produtos provenientes do uso sustentável da sociobiodiversidade.
Os investimentos nos projetos selecionados serão realizados com recursos não reembolsáveis oriundos de parceria entre a Fundação Banco do Brasil BB e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES – Fundo Amazônia). O foco do edital é a estruturação de empreendimentos econômicos coletivos voltados para o beneficiamento e/ou à comercialização de produtos oriundos do uso sustentável da sociobiodiversidade.

O Ecoforte está alinhado com o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo). Criado em novembro de 2013, ele visa ampliar a produção e o consumo de alimentos orgânicos e agroecológicos no Brasil. Além da Fundação Banco do Brasil, participam do programa, o Banco do Brasil, o BNDES, a Secretaria-Geral da Presidência da República; o Ministério do Desenvolvimento Agrário; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Ministério do Meio Ambiente; Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; Ministério do Trabalho e Emprego; a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).
Fonte: SG-PR

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM