Grupo Permanente de Análise de Conjuntura realiza primeiro encontro de 2015

Foto: Paulo Henrique Carvalho/MDA

Foto: Paulo Henrique Carvalho/MDA


Com o objetivo de debater temas em destaque na agenda nacional e produzir subsídios para o aprimoramento das políticas públicas de desenvolvimento rural, reúne-se periodicamente no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) o Grupo Permanente de Análise de Conjuntura (GPAC).
A primeira reunião de 2015 ocorreu na quarta-feira (25), em Brasília (DF), para discutir o monitoramento de preços de determinados produtos da agricultura familiar. O encontro contou com a presença do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias. “O Brasil tem uma grande conquista recente, que é ter saído do mapa da fome. Para que o País continue avançando nesse sentido, superando a desnutrição e na perspectiva da alimentação saudável, é importante acompanhar o tema dos preços de produtos da agricultura familiar”, observou.
As exposições foram feitas pelo Observatório de Políticas Públicas para a Agricultura da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (Oppa/UFRRJ) e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que apresentaram, respectivamente, a proposta de um painel de monitoramento do preço dos produtos e a proposição de uma metodologia de aprofundamento da análise dos preços, por meio de uma rede.
Também participam dos debates os Ministérios das Relações Exteriores (MRE), da Fazenda (MF), do Planejamento, Orçamento e Gestão (Mpog), e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
Conheça a trajetória do GPAC
O GPAC foi criado pela Portaria nº 41 de 23 de maio de 2013, para promover maior integração entre o campo teórico, informacional e da ação política. A ideia é fortalecer a obtenção de aportes técnicos e acadêmicos em temas referentes à política econômica, agrícola e de formação e regulação de preços no âmbito nacional e internacional, bem como das dinâmicas e relações de interdependência entre as atividades rurais e urbanas.
O grupo é integrado pelos pesquisadores André Meloni Nassar (Agroicone); Carlos Mielitz Netto (FAO/Roma); Clemente Ganz Lúcio (DIEESE); Claudia Schmitt (OPPA/CPDA/UFRRJ); Georges Flexor (OPPA/CPDA/UFRRJ); Nelson Giordano Delgado (OPPA/CPDA/UFRRJ); Renato Maluf (OPPA/CPDA/UFRRJ); Sérgio Pereira Leite (OPPA/CPDA/UFRRJ); e Francisco de Assis Costa (UFPA). Desde a constituição do grupo, foram promovidas nove reuniões, que têm participação de representantes de outras instituições acadêmicas e do governo.
Fonte: MDA.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM