Manaus recebe mulheres de todo o Brasil para discutir Economia Solidária

20150515_110625

Mesa de abertura


Mais de cem pessoas estiveram presentes no auditório dos Correios, no centro de em Manaus, no dia 15 de maio, para prestigiar o evento ‘Mulheres da Economia Solidária – Construindo a Emancipação’. Com organização das representantes da Unisol em Manaus, Terezinha Barbosa, Lea Muniz e da líder da Rede Taruma, Daniele Serrão e da Unisol Brasil, que tem escritório em São Bernardo do Campo (SP), as cooperativas, entidades, representantes do Governo e da igreja discutiram o papel da mulher em atividades econômicas conhecidas como ‘solidárias’.
Na mesa de abertura, composta pelo presidente da Unisol Brasil, Arildo Mota Lopes, Magda de Souza, secretária de políticas afirmativas da Unisol Brasil, diretora-executiva da cooperativa Coopertane (BA) e da Unisol Bahia, Sandra Pareschi e Sabine Breveglieri, da CGIL/Nexus Emiglia Romagna, foram apresentados o tema, a programação e os convidados e convidadas.
Mota explanou as principais pautas e compromissos da Unisol Brasil com as questões de gênero. Pareschi, Breveglieri e Souza destacaram a importância dos convidados para fazerem as pautas avançarem, e da continuidade do trabalho com este tema.
A situação das mulheres na Ecosol nacional foi tema da mesa dois, moderada por Maysa Mota Gadelha, da Coopnatural, cooperativa têxtil da Paraíba. Nela, Regilane Fernandes Silva, coordenadora-geral de Promoção e Divulgação da Senaes, fez uma detalhada exposição sobre a situação da mulher na Economia Solidária (ES) brasileira. Silva apontou caminhos, desafios e soluções para que este gênero tenha mais espaço nas políticas públicas, uma vez que a maioria dos Empreendimentos Econômicos Solidários brasileiros tem lideranças mulheres.
Trazendo o histórico de ações da Unisol Brasil que tem fortalecido as mulheres, como a ocupação de cargos na liderança interna (cerca de 52%), formação de lideranças, além de dados sobre o gênero no País, por sua vez, Souza narrou também fatos que ocorreram nos seus anos de ES.
Numa mesa seguinte que uniu experiências de norte a sul do Brasil, Nelsa Fabian, da Justa Trama, Neli Medeiros, da Redesol (MG), Daniela Serrão, da Rede Tarumã (AM), APAEB-BAHIA e Djenane Martins, da Charlotte Arte & Costura, apresentaram seus casos de sucesso. Variadas e ricas histórias trouxeram a luta diária destas líderes dos seus empreendimentos, que por meio do trabalho solidário conquistaram a independência econômica.
Em declarações para o site da Unisol, Marineide Peres da Costa, representante da Unisol em Roraima, e Lilian Gonçalves, da cooperativa de serviços Caminos, do Uruguai, comentaram o quanto é importante este tipo de evento, principalmente por ser na região norte do País, normalmente longe dos centros de decisão. “Não podíamos deixar de comparecer e compartilhar as nossas vivvências’, afirmaram.
A parte da manhã se encerrou com perguntas, sugestões e trocas entre o público e as palestrantes.
Na próxima matéria, traremos as discussões e mesas do período da tarde.
Confira aqui as imagens deste encontro, que também teve por objetivo, durante a tarde, discutir pontos essenciais para aprovação da carta-tese, focada no Congresso Nacional da Unisol Brasil, no segundo semestre de 2015.

 
 

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM