Março foi o mês da Cultura Hip Hop em São Paulo: cultura, resistência e economia solidária

Durante todo Mês de Março, a Região Central de SP recebeu atividades e intervenções sociais, culturais e políticas contribuindo e legitimando a importante iniciativa do Projeto de Lei de Celebração do Mês da Cultura Hip Hop que neste ano teve como Tema “Diásporas Africanas”. A Nação Hip Hop Brasil nesta edição de 2016 em parceria com outras importantes instituições, coletivos, artistas, e prefeitura municipal, construíram de forma participativa e colaborativa um brilhante processo de sucesso de todas as atividades realizadas, que trouxeram fortalecimento e fomento a Cultura Hip Hop Nacional.
Destas ações de celebrações do Mêsmes-h2 do Hip Hop surgiram agendas importantes como a “Carta do Hip Hop a Democracia” e A Campanha “Casa do Hip Hop Sim, Fundação Casa Não”. Iniciativas importantes de contribuição direta as políticas públicas afirmativas de apoio à juventude de periferia e contra os projetos de punição e criminalização do povo preto e pobre da periferia.
Diversas instituições e coletivos participaram e entre eles MH2R (Filiado a UNISOL Brasil) e a própria UNISOL que apóia e a iniciativa e vê tal atividade como o fortalecimento para o movimento cultural solidário.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM