NASCE A UNISOL BAHIA

DSC_0265
O processo de federalização da Unisol Brasil toma corpo. A deliberação surgiu da discussão realizada no congresso da Unisol Brasil, em novembro de 2012, que deu direcionamentos estratégicos e importantes para o futuro da instituição. Este processo permite criar instâncias estaduais. Motivados, desde então, os representantes da Bahia na direção nacional, Israel Santos (Secretário de Agricultura Familiar) e Magda de Almeida (Secretária de Políticas Afirmativas) têm se dedicado no processo de articulação da base e na construção de alianças necessárias para fazer desse sonho, realidade.
Durante o ano de 2014 foram realizadas feiras, seminários e reuniões com lideranças nacionais e estaduais para discutir a instalação e atuação da Unisol Bahia, assim como o fortalecimento da Economia Solidária (ES) no estado. Assim, este processo se caracterizou “por ser altamente participativo e democrático, princípios fundamentais para o sucesso da iniciativa”, segundo Tatiana Velloso, diretora do Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS/UFRB) e grande parceira local da Unisol Brasil.
Nos dias 19 e 20 de janeiro de 2015, empreendimentos filiados à Unisol Brasil no estado reuniram-se para criar a Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários da Bahia – UNISOL Bahia, contando com o apoio de parceiros estratégicos, como a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), a Central Única dos Trabalhadores da Bahia (CUT-BA) e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Estado da Bahia (FETRAF-BA). Para o secretário Israel Santos “é a realização de um sonho coletivo, construído a muitas mãos de trabalhadoras e trabalhadores da economia solidária baiana”.
Na ocasião, foram definidos também os direcionamentos estratégicos da entidade que deverão focar na representação política e no fortalecimento institucional dos empreendimentos, visando maior autonomia e emancipação dos mesmos, pela sustentabilidade e autogestão. Para isso, será necessário dispensar grande atenção e energia no processo de formação e assessoria contínua.
Trabalhando para alcançar os seus objetivos, a estratégia de atuação da Unisol Bahia será territorial, valorizando as relações de proximidade, as políticas públicas em curso e a maior capacidade de reunir e organizar os empreendimentos nos 27 territórios do Estado. Israel Santos destaca que “a articulação territorial permite conhecer melhor a realidade dos empreendimentos naqueles espaços, subsidiando a entidade para buscar soluções mais adequadas às necessidades”.
Durante o evento, o Estatuto Social foi amplamente discutido e aprovado. Também foi eleita uma diretoria para um mandato provisório de um ano, período no qual deverão ser realizadas importantes ações para tornar a Unisol Bahia mais forte e democrática. Entre as principais, estão o recadastramento integral dos empreendimentos no estado, a elaboração de uma proposta de regimento interno, o estabelecimento de novas parcerias e a ampla divulgação da Unisol Bahia, para que a ‘base’ esteja fortalecida no 1o Congresso Estadual, que irá acontecer em 2016.
A Diretoria e Conselho Fiscal eleitos da Unisol Bahia é formada por:
DIRETORA-EXECUTIVA
Magda de Sousa Almeida
DIRETOR ADMINISTRATIVO
Israel de Oliveira Santos
DIRETOR DE FINANÇAS
Claudemiro de Jesus Cerqueira
DIRETOR DE EMPREENDIMENTOS URBANOS
Joilson S. Santana
DIRETOR DE EMPREENDIMENTOS RURAIS
Elione Alves de Souza
SUPLENTE
Izaltiene Rodrigues Gomes
SUPLENTE
João Carlos dos Reis Silva
CONSELHO FISCAL
Vera Lúcia dos Santos Peixoto
CONSELHO FISCAL
Romildo Simões da Silva Gomes
CONSELHO FISCAL
Jacimeire Paula da Silva
SUPLENTE DE CONFIS
Antonina de Jesus
SUPLENTE DE CONFIS
Sílvia Carvalho de Souza
SUPLENTE DE CONFIS
Tamires Carneiro de Oliveira
A composição da diretoria seguiu uma linha de equilíbrio territorial e Magda de Almeida, Diretora-Executiva eleita, afirma que “está ciente que os desafios estão postos e para superá-los conta com o apoio de uma diretoria comprometida e de uma base aguerrida que já milita na economia solidária”. Esse desenho territorial colabora com os objetivos do Movimento de Economia Solidária (ES) que para construir o seu plano de desenvolvimento nacional, deverá elaborar previamente os seus Planos Territoriais e Estaduais de ES. Neste sentido, a Unisol Bahia já nasce com um papel fundamental de articular os empreendimentos solidários rurais e urbanos para que participem desta construção.
A sede da UNISOL Bahia será em Feira de Santana e funcionará dentro de um de seus empreendimentos filiados e parceiro histórico, a Associação dos Pequenos Agricultores do Município de Feira de Santana (APAEB Feira), que na ocasião, cedeu uma de suas salas para a nova entidade. A localização fortalece a relação com os demais territórios do estado, haja vista a posição geográfica privilegiada da cidade.
O movimento para a criação desta instância estadual foi marcado por muita participação e comprometimento das entidades, presentes na construção de um estado melhor por meio da Economia Solidária. Santos, agora Diretor Administrativo da Unisol Bahia, destaca: “nós podemos e queremos melhorar a vida das pessoas, para isso, vamos fortalecer suas instituições e dar condições de que os próprios trabalhadores e trabalhadoras sejam protagonistas dessa transformação, viabilizada pela a união e solidariedade”.
Fontes: Alécio Mascarenhas e Israel Santos (Unisol Bahia e Unisol Brasil)

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM