Noite vitoriosa para a Unisol na premiação de Tecnologias Sociais

Empreendimentos filiados levam três prêmios

Em cerimônia realizada em Brasília, na noite desta quarta-feira, 16, foram anunciados os ganhadores do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social. Dois empreendimentos da Unisol estavam entre os finalistas e foram premiados. A “Justa Trama”, que concorreu em duas categorias, levou o 1º lugar na categoria Geração de Renda e o 3º na categoria Gestão Comunitária e Algodão Agroecológico. Já a ADEC – Associação de Desenvolvimento Educacional e Cultural –ficou em segundo lugar, também na categoria Gestão Comunitária e Algodão Agroecológico.

A décima edição premiou 24 tecnologias sociais finalistas dos estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Sergipe, que dividiram R$ 700 mil em premiações, sendo R$ 50 mil para o primeiro colocado, R$ 30 mil para o segundo e R$ 20 mil para o terceiro de cada categoria. Neste ano, a premiação recebeu 801 inscrições. Dessas, 123 tecnologias sociais passaram a fazer parte do Banco de Tecnologias Sociais – BTS, uma base de dados online que reúne metodologias reconhecidas por promoverem a resolução de problemas comuns às diversas comunidades brasileiras.

“Receber este prêmio no momento em que temos dados públicos de que o povo brasileiro teve a sua renda diminuída e que a concentração de renda entre os mais ricos só aumentou nos últimos 2 anos e meio é de extrema importância para a Justa Trama. Sermos premiados numa Tecnologia de Geração de Renda, onde o princípio fundamental é a justa distribuição da renda gerada entre todos que participam e que, aliado a isto, tem uma preocupação com o meio ambiente e um esforço grande com a geração de renda, diz pra gente que estamos na contramão do rumo que vai o Brasil. Por isto, temos a certeza que estamos no caminho certo e que com este prêmio a gente vai poder fortalecer ainda mais os elos da Justa Trama, gerar mais renda e fazer justiça social no Brasil”, comemora Nelsa Nespolo – coordenadora da Justa Trama e presidenta da Unisol RS.

SAIBA MAIS SOBRE NOSSAS CAMPEÃS!

A Justa Trama é composta por trabalhadoras e trabalhadores organizados em empreendimentos da economia solidária. São mulheres e homens agricultores, fiadores, tecedores, costureiras, artesãos e coletores e beneficiadores de sementes. É gente que acredita no comércio justo e solidário e em relações de produção sem exploração. A Cooperativa Central Justa Trama é uma cadeia produtiva, processo que inicia no plantio do algodão agroecológico e vai até comercialização de peças de confecção produzidas com este insumo. É a maior cadeia produtiva no segmento de confecção da economia solidária, articulando 600 cooperados/associados, em cinco estados: Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Ceará e Rondônia.

Confira aqui o vídeo de apresentação da Justa Trama na premiação.

A ADEC – Associação de Desenvolvimento Educacional e Cultural, de Tauá, Ceará, é uma associação de agricultores e agricultoras fundada em 1986 por iniciativa de um grupo de mulheres artesãs, com apoio do Sindicato de Trabalhadores/as Rurais de Tauá. Desde então, a ADEC vem contribuindo de forma significativa com o desenvolvimento rural sustentável da região dos Inhamuns, especialmente dos municípios de Tauá e Independência, onde tem uma atuação direta. Desde 1994 a ADEC desenvolve o trabalho com o plantio do algodão agroecológico consorciado com milho, feijão, gergelim e outras culturas, tudo na mesma área, sem nenhum tipo de agrotóxico ou adubo químico e utilizando técnicas de conservação do solo que minimizam os impactos ambientais, oferecendo produtos saudáveis, livres de resíduos químicos tóxicos.

Confira aqui o vídeo de apresentação da ADEC na premiação.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM