Plano anunciado nesta terça-feira, em Brasília, ofertará R$ 187,7 bilhões em recursos, mas juros pelo menos dois pontos percentuais mais altos

Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS


O governo federal anunciou a nova edição do Plano Safra com reforço nos recursos disponibilizados e alta na taxa de juros. Os produtores brasileiros terão R$ 187,7 bilhões para o período 2015/2016, sendo R$ 38,2 bilhões para investimentos e R$ 149,5 bilhões para custeio e comercialização.
Este total representa uma alta de 20% em relação à edição anterior do plano, que liberou R$ 156,1 bilhões. A expectativa é de que os produtores gaúchos acessem 20% do total ofertado no país, ou R$ 37,54 bilhões.
Projeções  do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas indicam que a produção total deste ano poderá ser 201 milhões de toneladas, maior do que o previsto nas estimativas anteriores.
Dados divulgados nesta terça-feira relativos ao Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), de abril, indicam que a safra nacional deverá ter produção 4,2% superior à obtida em 2014 (192,9 milhões de toneladas) e 0,6% superior à avaliação do LSPA de março.
 
Fonte: Agência RBS

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM