Prefeitura fortalece grupo de mulheres em Rio Branco

Foto: Divulgação.


O prefeito da cidade de Rio Branco (AC), Raimundo Angelim, realizou a entrega de equipamentos para a Associação de Produtores do Polo Agroflorestal Geraldo Fleming, no dia 17 de agosto. O projeto é mantido pela administração municipal, por meio da Comtes (Coordenadoria Municipal do Trabalho e Economia Solidária) em parceria com a Safra (Secretaria Municipal de Agricultura e Floresta) e, nesta fase, reuniu técnicos, gestores e moradores para assinatura do Termo de Comodato, em que a prefeitura repassa o maquinário para o Grupo de Mulheres Produtoras.
O projeto visa à consolidação dos processos de comercialização e produção dos empreendimentos econômicos solidários das zonas urbana e rural do município de Rio Branco, através da estruturação dos empreendimentos e realização de feiras, possibilitando assim o incremento da produção, a agregação de valor, preparando-os para acessar mercados estratégicos, dentro do contexto local de integração com os países andinos.
Durante o ato, Angelim fez questão de levar estímulo às mulheres e aos trabalhadores para que não desistam de seus sonhos e lutem para que a vida de todos seja cada vez melhor. “A mulher tem de ter o seu espaço no mercado de trabalho”, disse o prefeito. Nesse contexto, fortalece-se o associativismo e o cooperativismo, que nunca antes receberam tanta atenção do Poder Público.
Pelo menos vinte mulheres estão sendo diretamente atendidas. Com o maquinário, elas poderão fabricar com mais qualidade doces, salgados, bombons e outras guloseimas, tudo com grande parte da matéria-prima produzida no próprio polo. “Agora temos a possibilidade de uma renda melhor, algo como um salário mínimo para cada uma das vinte mulheres que estão no grupo”, disse Elizete Guimarães, presidente do grupo.
O Polo Geraldo Fleming é uma zona de alta produtividade, chegando a fornecer aos mercados de Rio Branco cerca de 20 toneladas de alimentos (frutas, verduras, pequenos animais) todas as semanas. O Polo foi criado com área de 300 hectares. Inicialmente, 60 famílias foram assentadas em módulos médios de cinco hectares.
O coordenador municipal de Economia Solidária, Evandro Rosas, exaltou a iniciativa das mulheres, a qual, de acordo com ele, estabelece nova perspectiva de geração de renda e inclusão social rural em Rio Branco.
A produtora rural Aldenira Pereira da Silva é a líder do assentamento e vê nas ações de Angelim e seus assessores algo altamente benéfico para a comunidade. “Em dois meses, o prefeito já nos visitou por diversas vezes, o que demonstra que ele se preocupa com a gente”, explicou Aldenira.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM