Reciclagem de materiais é o sonho transformado em realidade pela REDESOL de Minas Gerais

SEBRAE_sustentabilidade

Crédito – SEBRAE

A REDESOL, de Minas Gerais, é uma Rede que tem o papel de unir as suas cooperativas filiadas, para melhorar o desempenho desta iniciativa em todas as áreas de atuação, procurando assim lhes garantir desenvolvimento social, econômico, solidário, seguro e sustentável. A partir da articulação em rede, os empreendimentos têm apoio na comercialização de materiais recicláveis, melhoramento organizativo e tecnológico da produção, coleta, triagem, beneficiamento e transporte.

Dessa forma, a REDESOL tem realizado várias atividades para reforçar o seu compromisso. Nos dias 16 e 17 de setembro participou do II Seminário Nacional Rotas Tecnológicas para a gestão de Resíduos com a reciclagem popular, ocorrido na Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O evento proporcionou a troca de experiências por meio das apresentações realizadas pelos conferencistas. Os participantes tiveram contato com informações sobre as possibilidades de gestão dos resíduos sólidos, na perspectiva de outros países.

Observatório da Reciclagem Inclusiva e Solidária – (ORIS)

Já no dia 15 de setembro, representantes da REDESOL estiveram presentes na Reunião do ORIS para participarem do diálogo com Anne ScheinbergI, pesquisadora holandesa da Organização das Nações Unidas para Educação a Ciência e a Cultura (UNESCO). O diálogo teve a perspectiva de avaliar quais são as estratégias para o desenvolvimento da reciclagem no Estado de Minas Gerais. Já o movimento contra instalação de incineradores no Estado de Minas Gerais continua. Catadores e parceiros da causa se uniram no dia 17 de setembro para participarem de um ato contra a incineração dos resíduos sólidos. A mobilização aconteceu na Praça da Liberdade, com uma caminhada até ao Palácio da Liberdade. O objetivo é o de sensibilizar a população e os nossos deputados para que derrubem o veto em vigor hoje, votando a favor do projeto de Lei que proíbe a incineração no Estado.

A novidade mais recente é que REDESOL foi selecionada para ser Base de Serviço de apoio para a gestão do projeto Cataforte III Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias, por meio da seleção em edital publicado em outubro. Desta forma, terá a possibilidade de ser a executora dos planos e atividades previstas no cronograma do projeto.

Sobre a REDESOL – A Cooperativa Central Rede Solidária dos Trabalhadores dos Materiais Recicláveis de Minas Gerais reúne cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis para que tenham uma melhor condição de organização, qualidade no trabalho e justiça social. Atualmente soma 240 trabalhadores diretos, que atuam na Região Metropolitana de Belo Horizonte, região hoje composta por 34 municípios.

Foi fundada em 2002, inicialmente por dois grupos de reciclagem: Conjunto União (que depois se constituiu na Coopersoli) e a Coopinvicta (que depois se dissolveu). Em 2004, essa discussão sobre articulação dos grupos de reciclagem foi retomada, contando com a participação dos seguintes empreendimentos: Coopersoli Barreiro, Comarp, Astemarp e Coocapel (Associrecicle).

Neste mesmo ano a Coopersoli e a Comarp se filiaram à UNISOL Brasil, Central de Empreendimentos Econômicos Solidários. Esta afiliação constituiu, para os grupos, uma possibilidade tanto de apoio mútuo como de luta fortalecida. Desde então houve o sonho de formalizar uma rede e a necessidade de colocar e partilhar demandas.

Empreendimentos filiados em Belo Horizonte: ASSOCIRECICLE-BH – Associação dos Recicladores de Belo Horizonte; COOMARP – Cooperativa dos Trabalhadores com Materiais Recicláveis da Pampulha Ltda; COOPEMAR – Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis da Região Oeste de Belo Horizonte; COOPERSOL-VENDA NOVA – Cooperativa Solidária dos Trabalhadores e Grupos Produtivos de Venda Nova e COOPERSOLI-BARREIRO – Cooperativa Solidária dos Recicladores e Grupos produtivos do Barreiro e Região.

Empreendimentos filiados na Região Metropolitana, AGEA – Associação dos Gestores Ambientais – Caeté; ASCACON – Associação dos Catadores de Papel e Materiais Recicláveis de Congonhas; ASCAR – Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Raposos; ASSOCIAÇÃO MÃOS AMIGAS – Associação Mãos Amigas dos Trabalhadores com Material Reciclável da Comunidade de Maquiné – Sabará; COOMARB – Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Baldim e COOPERVESP – Associação de Recicladores e Grupos Produtivos da Vila Esportiva Região – Vespasiano.

Mais informações acesse www.redesolmg.org.br

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM