Renda Básica Emergencial é aprovada também no Senado

O Senado aprovou por unanimidade na noite desta segunda-feira, 30, o projeto de Renda Básica Emergencial, que estabelece um auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores informais, incluindo autônomos e trabalhadores em contrato intermitente durante três meses. Para que a população possa receber o auxílio, o texto deve ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Os líderes do Senado fizeram um acordo de não alterar o texto de forma que mudasse o mérito do projeto aprovado pela Câmara dos Deputados na semana passada, afim de não adiar o andamento do processo. A medida garantiu que o projeto não tenha que ser analisado novamente pelos deputados federais.

Um novo projeto será apresentado no dia 31 com o objetivo de abarcar as sugestões apresentadas e deve incluir a Emenda 25, do senador Jaques Wagner (PT/BA), que concede o benefício também para os profissionais da economia solidária não formalizados.

Além destes, a proposta é que o benefício seja estendido às mães menores de idade, pescadores artesanais, indígenas, músicos, taxistas e caminhoneiros. Se aprovado, o texto segue o rito normal e será encaminhado para a Câmara dos Deputados para análise e votação.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM