Reunião discute Cadeia Binacional do PET

Sesampe

A Cadeia Solidária Binacional do PET dá mais um passo rumo à implantação. Formada por empreendimentos da Economia Solidária do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e do Uruguai, o projeto tem como objetivo formar uma cadeia produtiva de reciclagem de garrafas PET.
Na última terça-feira (6), em Porto Alegre (RS), os secretários estaduais Jorge Branco, do Gabinete de Prefeitos, e Carlos Luiz Rohr, da Economia Solidária, se reuniram para discutir o andamento do projeto. Na ocasião, Branco ressaltou o trabalho de articulação realizado pelas administrações municipais e as cooperativas.
Atualmente, o projeto se encontra na fase de construção de galpões. O governo federal, por meio do Ministério do Trabalho, se comprometeu a fornecer recursos para a compra de máquinas para a flocagem do PET, o que irá permitir a reutilização da matéria-prima.
Serão beneficiados aproximadamente 40 mil catadores e retirados de circulação mensalmente cerca de um milhão de garrafas PET.
Com informações da Sesampe

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM