São Paulo terá duas centrais de triagem de resíduos sólidos

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Marcello Casal Jr./Agência Brasil


A cidade de São Paulo pretende inaugurar até maio de 2014 duas centrais mecanizadas de triagem de resíduos sólidos. Para tanto, a Prefeitura obteve junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), recursos da ordem de R$ 40 milhões. O próprio prefeito Fernando Haddad informou que a verba foi obtida por meio de uma parceria com as cooperativas de catadores de materiais recicláveis.
“A meta de 10% de coleta de material reciclável está quase contratada. Além dessas duas no ano que vem, teremos mais duas em 2016. Aí fechamos a meta de 10% em parceria com os catadores, porque a mecanização não é para substituí-los, mas para aumentar a renda e incluir mais as pessoas que já estão envolvidas nesse processo”.
Haddad assumiu ainda o compromisso de que não haja diferenciação entre os trabalhadores da triagem mecanizada e a não mecanizada. Segundo ele, cada estação mecanizada produzirá pelas 20 não mecanizadas existentes em São Paulo, empregando muito menos pessoas.
“Nós vamos ver tudo isso como um sistema único de reciclagem. Em janeiro, vamos nos reunir com os catadores para discutir a gestão das centrais e a decisão será conjunta. Queremos criar um ambiente de governança no qual todos possam se beneficiar do aumento da coleta em São Paulo”.
Com informações da Agência Brasil

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM