Setur Sinaliza para Apoio ao Circuito Quilombola

Participantes do encontro durante debate sobre os programas do circuito. Foto: Saulo Oliveira


O secretário de Estado do Turismo, Cláudio Valverde, sinalizou positivamente para a mobilização de esforços com a finalidade de beneficiar o Circuito Quilombola. A comunidade localizada no Vale do Ribeira, enviou representantes para reunião que aconteceu no dia 13 de novembro, na sede da Secretaria Estadual de Turismo, em São Paulo.
Os representantes do Quilombo Cubas, Jorlei da Costa, do Quilombo Sapatu, Ivo Santos, do Quilombo Ivaporunduva, Benedito Alves e ainda o técnico do circuito, Maurício Nogueira, apresentaram ao secretário Valverde um projeto de continuidade para os programas realizados dentro do Circuito Quilombola. Entre ações como otimização da infraestrutura e plano de comunicação, destacam-se no projeto ações voltadas para a capacitação dos moradores, como curso de monitoria ambiental, contação de histórias e oficinas de manutenção de trilhas, entre outras.
O Circuito Quilombola configura-se como uma importante iniciativa que visa a geração de emprego e renda através do turismo, expondo os atrativos naturais, culturais e gastronômicos dos seis quilombos que o compõem. Com as ações dos programas cerca de 2.200 pessoas que vivem na comunidade terão condições de fornecer uma experiência ainda mais rica para o turista, aumentando a atratividade do complexo e, consequentemente, fornecendo melhores condições de subsistência para seus habitantes, evitando o seu êxodo para as grandes cidades.
Ainda neste mês, os técnicos da Secretaria de Turismo realizarão reunião conjunta com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e o Fundação Itesp (Instituto de Terras do Estado de São Paulo), objetivando a confecção de um plano de trabalho que irá pautar as próximas ações que beneficiarão os quilombos.
Circuito Quilombola
O Circuito Quilombola do Vale do Ribeira é um roteiro turístico que envolve seis quilombos: André Lopes, Ivaporunduva, Mandira, Pedro Cubas de Cima, São Pedro e Sapatu.
Conhecer o circuito se torna uma belíssima oportunidade de se realizar turismo de base comunitária e, ao mesmo tempo, conhecer a cultura afrobrasileira através da vivência com o seu cotidiado. Visitando a comunidade é possível, além de observar suas belezas naturais, mergulhar em seus conhecimentos tradicionais, e ouvir as histórias de luta e resistência das comunidades que, até hoje, contribuem para a preservação das riquezas da região.
Para mais informações acesse:
www.circuitoquilombola.org.br
http://www.facebook.com/circuitoquilombola
Fonte: Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo / Por Fabrício Souza

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM