UE discute fortalecimento de catadores e catadoras

Aconteceu hoje (11) pela manhã, na sede da U.E., em Brasília, encontro de lideranças das embaixadas da Dinamarca, Países Baixos, Eslovênia, Alemanha, Suécia, Espanha, Luxemburgo, Portugal, República Checa, Irlanda, Áustria e Bélgica com os movimentos sociais ligados ao trabalho com reciclagem de materiais: Unicatadores, Movimento Nacional dos Catadores de Materiais
 
Recicláveis – MNCR, Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT e Unisol Brasil.
 
A transformação de vidas e a estruturação de cooperativas e centrais de cooperativas, por todo o Brasil, foram destacadas pelos representantes da Unicatadores e do MNCR.
 
A ANCAT apresentou os projetos desenvolvidos pelas cooperativas, dando destaque ao “Reciclar pelo Brasil”, projeto que ao estabelecer uma relação das cooperativas com as empresas desenvolvendo trabalho técnico e investimentos diretos em todo o país que, promove trabalho digno ampliando a reciclagem e a preservação do meio ambiente. Apresentou, também, o “Anuário da Reciclagem 2017 – 2018” com dados socioeconômicos da cadeia produtiva da reciclagem no Brasil.
 
Na reunião, três aspectos básicos defendidos pela Unisol Brasil, foram destacados pelo presidente, Léo Pinho:
 
I- A afirmação dos catadores e catadoras como atores econômicos e sociais na cadeia produtiva da reciclagem. Apontando que a discussão de preservação ambiental não pode ocorrer sem esses atores centrais. Inclusive, no Tratado União Europeia e Mercosul
 
II- A importância do debate de empresas e DH, que tem experiências positivas como as apresentadas na reunião pelos catadores apesar dos aspectos negativos de violação de direitos que precisam sempre estarem pauta. Aprofundar a visibiliidade e acooperação para fortalecer essa relação entre empresas e DH é um objetivo a ser alcançado;
 
C. Incidência Política que a Unisol Brasil não abre mão de realizar junto às autoridades brasileiras para a valorização e reconhecimento das cooperativas de reciclagem. Em especial, a contratação das cooperativas nos Programas de Coleta Seletiva

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM