UNISOL apoia o avanço da internalização da Recomendação 193 da OIT

Após participar da 27ª Plenária da Recm (Reunião Especializada de Cooperativas do Mercosul), no dia 5 de dezembro, foi a vez do diretor presidente da UNISOL Brasil, Arildo Mota Lopes, marcar presença na Conferência Intergovernamental da Recomendação 193 da OIT (Organização Internacional do Trabalho). O evento foi realizado entre os dias 6 e 7 de dezembro, na cidade de Montevidéu, no Uruguai, e contou com as presenças da diretora do Difesol (Departamento de Incentivo e Fomento à Economia Solidária), Nelsa Fabian Nespolo e do presidente do Fides (Fundo de Capital para Empresas da Economia Social e Solidária), Jesús Campos Orozco, entre outras autoridades.
A conferência se desenvolveu em dois blocos, um deles sobre a oficina de funcionários de diferentes níveis de entidades públicas e dos Estados, parte relacionada à promoção e controle do cooperativismo. O outro tratou propriamente de conferências, com a participação de expositores de primeiro nível sobre a Recomendação 193 da OIT e as exposições e declarações dos ministros.
Vale lembrar que entre os objetivos da conferência estão a promoção de debates e intercâmbio entre os diversos atores governamentais nacionais e do Mercosul, além de atores cooperativos e da Economia Social sobre as diretrizes que se anunciam na Recomendação 193; discernir um plano de trabalho para a internacionalização da Recomendação em cada país do bloco; aderir a uma declaração dos ministros relacionada a temática, que se traduza em uma diretiva sobre as orientações estratégicas das políticas para a Economia Social e Solidária a nível do Bloco, entre outros.
Durante a conferência, Lopes, que também é presidente da Cicopa (Organização Internacional das Cooperativas de Produção Industrial, Artesanal e de Serviços) Américas, participou da mesa cujo tema era “Políticas Públicas de Promoção do Setor Cooperativo e a Economia Solidária como Instrumento de Inclusão e Desenvolvimento”. Na ocasião, o diretor presidente da UNISOL falou sobre o cooperativismo de trabalho continental e as alternativas de transformação social, econômica e política. Valorizou em seu discurso a integração das organizações de representação dos países do Mercosul em espaços como a Red del Sur, Recm e Cicopa, fortalecendo a pauta da Economia Solidária nesses países.

Veja abaixo a fala de Arildo Mota Lopes na íntegra:

Nelsa participou da mesa três, que apresentou “O Processo de Integração Regional e o Rol da Economia Social e Solidária no Mercosul”. Em sua fala, a diretora enfatizou que esse tipo de cadeia é fruto da articulação e trabalho dos integrantes da Red del Sur e que o Governo do Rio Grande do Sul apóia a iniciativa.

Veja abaixo a fala de Nelsa Nespolo na íntegra:

Veja abaixo um vídeo sobre a Cadéia Solidária Binacional do PET:

Também estiveram presentes na conferência representantes do Denacoop (Departamento de Cooperativismo e Associativismo), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e Senaes (Secretaria Nacional de Economia Solidária), do Ministério do Trabalho e Emprego, essa última que apresentou, em nome da Sessão Nacional da Recm, os avanços e desafios da Economia Solidária no Brasil.
[nggallery id=45]

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM