Unisol Brasil apresenta primeiro balanço trimestral do PROJETO ATER MULHER

É com muito orgulho que a UNISOL BRASIL apresenta o 1º balanço trimestral do Projeto Ater Mulher. A implementação do projeto Ater Mulher é fruto de um contrato celebrado entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural – SDR/BAHIAATER e a

Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil – UNISOL, com a finalidade de executar serviços de assistência técnica e extensão rural para o território do Baixo Sul, no estado da Bahia.

Apesar das dificuldades enfrentadas por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, conseguimos com uma força conjunta superar as problemáticas e iniciar nossas atividades para fortalecer a produção agroecológica e seus processos organizativos. Mesmo diante das limitações causadas, conseguimos criar mecanismos seguros para realizar diagnósticos, reuniões com parceiros e de mobilização das comunidades. Tudo por meio de reuniões online e uso dos equipamentos de proteção.

O ano de 2020 foi muito desafiador devido à grande crise sanitária que a humanidade está enfrentando. Os impactos no âmbito socioeconômico e de saúde têm provocado muitas mudanças, principalmente restritivas. As variáveis geradas pelo isolamento social foram muito grandes, reduzindo significativamente a possibilidade de contato presencial com os/as beneficiárias e comunidades, sujeitos sociais e vários projetos. Neste sentido, as ações de ATER sofreram mais ainda por serem atividades desenvolvidas no corpo a corpo. Foram necessárias adequações metodológicas e ajustes de cronograma, dentre outras providenciais que se fizeram necessárias.

Nossa forma de conceber o ATER Mulher está fundamentada nas concepções da economia solidária e de base agroecológica, embasada em metodologias participativas, com vistas ao desenvolvimento sustentável da agricultura familiar e ao empoderamento do/a agricultor/a familiar, com foco de execução em três campos de trabalho: a unidade

de produção (a família), a comunidade (local) e o espaço territorial onde o/a

agricultor/a familiar se insere.


Em nosso primeiro trimestre do ATER Mulher atendemos:

6 Municípios;

29 Comunidades;

338 Beneficiários;
114 DAPs;
98 Diagnósticos das Unidades Produtivas Familiares;

12 Reuniões de articulação de parceiros institucionais;
72 Reuniões de mobilizações com comunidades.

Agradecemos a toda a nossa equipe, em especial às nossas técnicas agrícolas Joelma Hungria, Jailma Santos, Caliane Castor, Alielma Santos, à nossa engenheira agrônoma Sheila Assumpção, à nossa coordenadora do projeto no referido trimestre, Jeosafira Chagas, aos nossos assessores de comunicação Andreza Mona e Augusto Oliveira, à nossa auxiliar administrativa Katiane Pereira, à nossa coordenadora administrativa/financeira Aline Silva e à nossa presidenta da Unisol Bahia Anne Sena.

Estamos trabalhando em prol de alternativas viáveis para a produção sustentável com enfoque agroecológico e de base social, priorizando as questões de gênero e geração de renda, com as agricultoras assumindo a centralidade na promoção do desenvolvimento local e na soberania alimentar.

Post a Comment

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM