Unisol Brasil auxilia cooperativa em processo de estruturação

Vista parcial da área produtiva da Coopertrim. Empreendimento tem tudo para crescer, mas precisa de recursos

Vista parcial da área produtiva da Coopertrim. Empreendimento tem tudo para crescer, mas precisa de investimentos


A Unisol Brasil tem prestado auxílio para a estruturação da Coopertrim, de Raul Soares (MG). Fundada em 2008, a fabricante de ferramentas agrícolas surgiu da massa falida da metalúrgica Tarza. Os 40 cooperados retomaram à produção da empresa há um ano.
“A estruturação é um grande desafio para a Unisol. Temos uma reunião marcada para a sexta-feira com a direção da cooperativa, com o objetivo de definir um plano de viabilidade. Eles têm a capacidade para produzir, mas faltam investimentos”, destaca Cláudio Domingos da Silva, secretário de Formação da Unisol Brasil, que tem acompanhado o caso da Coopertrim.
Dentro desse objetivo, a Unisol tem articulado para que a cooperativa receba recursos de uma linha de crédito especial do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), voltada somente para empresas em recuperação. “Os cooperados trabalham com a marca e o parque industrial arrendados da Justiça. A cooperativa não tem bens para dar como garantia do empréstimo. Nessa linha, a garantia quem dá são os cooperados”, completa Silva.
A estruturação da Coopertrim é importante pois, mesmo contando com 40 cooperados, ela é a indústria de maior porte da cidade, com 20 mil habitantes. Apesar das dificuldades, Efigênio Francisco Avelino, presidente da cooperativa, avalia o futuro da empresa de maneira positiva. “Nós ficamos na empresa e assumimos a responsabilidade de fazê-la crescer. Queremos retomar a confiança do mercado”, finaliza.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM