UNISOL Brasil é representada em reunião da FBB

A UNISOL Brasil esteve muito bem representada durante reunião com técnicos da Fundação Banco do Brasil, em Brasília, no dia 26 de outubro, para elaborar estratégias em adequação ao sistema Pais (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável) na região Amazônica. Participaram do encontro o coordenador do projeto Cataforte, Fábio Luiz Cardoso, o coordenador do setorial da Agricultura Familiar, Victor Carlos Neves e a presidente da cooperativa Refazendo, Francisca Maria Lima, além de Izaltiene Rodrigues Gomes, presidente da Coopasub, cooperativa filiada a UNISOL Brasil.
As dificuldades para a implantação do sistema Pais naquela região são várias: o clima úmido e quente; o solo, empobrecido pelo desmatamento e as grandes distâncias e difíceis acessos que também dificultam a implantação, o escoamento da produção e a busca de insumos fora da propriedade.
O presidente da Fundação BB, Jorge Streit, que esteve presente na reunião, afirmou que a discussão em conjunto facilitará a adequação de kits customizados do sistema Pais para a implantação da TS na região norte. “A Fundação Banco do Brasil tem interesse em trabalhar cada vez mais na região norte e, conhecendo a região, sabemos que algumas adaptações serão necessárias para que os projetos tenham sucesso; mas queremos que essas adaptações sejam pensadas em conjunto com as comunidades participantes”, disse Jorge Streit.
A tecnologia social Pais é uma técnica de agricultura ecológica com irrigação por gotejamento e adubação orgânica com dejetos de galinhas e tem foco na segurança alimentar das comunidades. Cada unidade varia entre R$ 10 e R$ 12 mil, incluindo dois anos de assistência técnica, de acordo com a região onde é implantado. O agricultor é estimulado a comercializar os alimentos produzidos, frutas e hortaliças, além de plantar árvores nativas de sua região. Mais do que uma horta, a tecnologia de Pais é um sistema integrado que se propõe a ser sustentável, já que utiliza insumos de dentro da propriedade.
Resíduos Sólidos – Durante o encontro também foram alinhadas ações de fomento da cadeia dos resíduos sólidos. A Fundação BB é uma das principais investidoras do País na qualificação de catadores e na formalização de cooperativas por meio do Programa Cataforte e, por isso, as novas fases do Programa e os planos de atuação para o período da Copa do Mundo de Futebol de 2014, além de outros programas transversais ao Cataforte, foram apresentados na ocasião.
* Com informação da assessora de imprensa da Fundação Banco do Brasil.
Assista também o vídeo produzido por Fábio Luiz Cardoso e exibido na TV dos Trabalhadores.

[nggallery id=38]

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM