Unisol Brasil na construção do FSM2021

Reunião do Conselho Internacional do FSM, aconteceu nos dias 25 e 26 de janeiro na capital gaúcha
 
Porto Alegre, a cidade que, em 2001, sediou a primeira edição do Fórum Social Mundial – FSM que tinha como objetivo se contrapor ao Fórum Econômico Mundial, sediou também, este ano, de 21 a 25 de janeiro, o Fórum Social das Resistências, que teve como tema central Democracia e Direitos dos Povos e do Planeta.
 
O encontro foi uma atividade preparatória para o FSM, que acontecerá no México, em 2021. A retirada de direitos, a agenda fascista e a exclusão das minorias foram os temas em destaque que guiaram os movimentos sociais nos diversos debates durante todo o encontro.

Representantes dos movimentos sociais no Conselho Internacional do FSM
No término do evento, o Conselho Internacional do FSM, composto por representantes de movimentos sociais de todo o mundo, reuniu-se para encaminhar à partir das discussões realizadas a agenda do Conselho no ano de 2020 e a organização da 14° Edição do Fórum Social Mundial.

Anne Sena, tesoureira da Unisol Brasil e membro do coletivo brasileiro do 13°edição do Fórum Social Mundial
Anne Sena, tesoureira da Unisol Brasil, presidenta da Unisol BA e membro do coletivo brasileiro do 13°edição do Fórum Social Mundial, destaca que A“para o próximo período, o Fórum terá o papel preponderante nas agendas de enfrentamento acerca das políticas de extrema direita e fascismo que crescem em todo mundo. Esse coletivo tem por objetivo encaminhar uma agenda pré fórum para 2020, como processo de acúmulo de reflexões e estratégias que farão parte da próxima edição no México. Convergir e conectar as lutas das mulheres, dos trabalhadores e trabalhadoras, ambientais, das migrações, das desigualdades e da garantia de direitos é um grande desafio a ser cumprido também.”

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM