Unisol Brasil promove Seminário em Manaus em busca de parcerias e convergências


A Unisol Brasil, dando continuidade ao seu trabalho de fortalecimento da cultura cooperativista, organizou na terça-feira, 02 de dezembro, em Manaus (AM), o Seminário “Parcerias que fortalecem a economia solidaria amazonense”. O objetivo do evento foi o de fazer a apresentação dos programas, projetos e ações de apoio aos Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) pelas entidades convidadas, para firmar parcerias e encontrar convergências.  O evento ocorreu no Les Artist Café Theatro, no centro da cidade, e contou com um público amplo de organismos gestores de políticas públicas para o setor, instituições de assessoria, de finanças solidárias, e representantes de empreendimentos econômicos solidários de Manaus e região.
Estiveram participando da mesa de discussões: Alex Ximango, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Virgílio Melo da Silva, da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SEMTRAD) da Prefeitura de Manaus, Socorro Papoula, da Secretaria Estadual do Trabalho (SETRAB) do Governo do Estado do Amazonas, Paulo Afonso Pena, do Banco do Brasil (BB), Maria Melo Santos, da ArteTaba, empreendimento solidário da Amazônia, afiliado da Unisol Brasil, José Sandro Ribeiro, da Secretaria do Planejamento (SEPLAN) do Governo do Estado do Amazonas, Milton Soares, da Secretaria de Estado de Articulação de Políticas Públicas aos Movimentos Sociais e Populares (SEARP) do Governo do Estado do Amazonas, Henrique Araújo, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Nubia Neves dos Santos e Israel dos Santos, respectivamente, diretora e assessor técnico da Unisol Brasil.
Também compuseram a mesa e enriqueceram as discussões: Luzarina Varela da Silva, do Grupo de Trabalho (GT) Mulheres Feministas de Manaus, Clay Esteves, do Fórum Municipal de Economia Solidária de Manaus e Dinorah Carvalho, do Instituto Consulado da Mulher. A supervisora de projetos Elis Ferrante, da Unisol Brasil, fez parte da organização e acompanhou as atividades.
Nestes anos, a Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES) tem aberto editais de apoio à organização do setor, promovendo conferências nacionais que discutem os marcos desta nova economia alternativa à própria economia de mercado que não dá sustentação suficiente aos bolsões de miséria que assola o Brasil e o mundo.
Terezinha Barboza, assessora técnica da UNISOL Brasil para o Alto Solimões/AM, convidou os assessores da Unisol para falar das ações do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para o setor, assim como das ações do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade – MNCS, através do Núcleo Estadual Nós Podemos Amazonas.
Em continuidade aos trabalhos e para acompanhar os empreendimentos solidários afiliados na região, a equipe da Unisol se dividiu em dois grupos que estão se dirigindo para Maturá e Tabatinga, cidades do interior do Amazonas.
Sobre a ArteTaba – Empreendimento Econômico Solidário em Manaus (AM)
A Associação dos Artesãos de Tabatinga (ArteTaba) foi fundada em 2005, na cidade de Tabatinga, a oeste do estado e na tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. Reúne 216 artesãos locais que trabalham com materiais advindos da floresta Amazônica, sob a gestão da presidente Maria Melo dos Santos.
Aplicando a técnica extrativista e respeitando a natureza, os artesãos utilizam sementes, cascas de árvores, madeira, barro, fibras, pigmentação natural e demais materiais retirados da vegetação, para a produção de bijuterias e de acessórios em geral. Seguindo os conceitos da Economia Solidária, a Associação tem como principal missão fomentar a geração de renda e melhores condições de vida para os seus associados, por meio de parcerias que promovem consultorias técnicas, capacitações, apoio à comercialização e conscientização para a conservação da floresta.
Desta forma, a Unisol Brasil está levando a Design Possível, sua afiliada, para desenvolver um processo de consultoria técnica em design e arranjos produtivos para a ArteTaba de forma a aprimorar as biojóias e abrir novos mercados. A entidade realiza um trabalho de design social, ou seja, de design voltado para as comunidades, cooperativas e projetos sociais, trabalhando de forma colaborativa e instrumentalizando os artesãos e cooperados com técnicas e métodos do design, tanto para desenvolvimento de produtos quanto para o de serviços.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM