Unisol mostra o cooperativismo brasileiro em evento internacional

Por: Michelly Cyrillo  (michelly@abcdmaior.com.br)
“Temos exemplos de que é possível alcançar metas e fortalecer o cooperativismo”, diz Arildo Lopes, presidente da central

 A Unisol Brasil (Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários) participará da 2ª Cúpula Internacional de Cooperativas, que será realizada em Quebec, no Canadá, em outubro de 2014. A instituição já articula com os filiados adotar ações para fortalecer o cooperativismo no País e dobrar a participação no PIB (Produto Interno Bruto) nos próximos 10 anos.   A Central participou da 1ª Cúpula no ano passado, no mesmo local, e busca cumprir algumas metas estabelecidas.

O evento no Canadá foi organizado pelo Grupo Desjardins e ACI (Aliança Cooperativa Internacional) em outubro de 2013. Reuniu 2.800 representantes de 91 países para discutir o fortalecimento do cooperativismo no mundo. A Unisol Brasil levou o exemplo da empresa recuperada em Diadema, a Uniforja, como case de sucesso de cooperativismo no País. “A 1º Cúpula Internacional de Cooperativas trouxe uma contribuição importante para o planejamento da Década das Cooperativas”, explica Dame Pauline Green, presidente da ACI.   A “Década das Cooperativas” foi um conjunto de metas para os próximos 10 anos no mundo, definido em outubro. As metas estabelecidas pela ACI são: ampliar a participação, sustentabilidade dos empreendimentos, identidade cooperativista, avançar nas legislações e aumentar o capital.

No Brasil, o presidente da Unisol, Arildo Mota Lopes, disse que os principais eixos a construir são: avançar nas legislações mais modernas, investir em infraestrutura e a desburocratização do acesso ao crédito  para viabilizar a expansão dos empreendimentos. “Estamos ampliando o diálogo com o governo federal  e com os empreendimentos para articular esses avanços e chegar  no próximo evento com algumas metas já cumpridas”.   A Unisol participou de uma das mesas de discussões com entidades da Espanha e Itália sobre a importância do apoio de sindicatos no fortalecimento das cooperativas de empresas recuperadas.

Cooperativismo

De acordo a organização do evento, há um milhão de cooperativas no mundo  que geram 100 milhões de empregos. As 300 maiores cooperativas, entre todos os setores, geraram US$ 1,6 bilhão em receita global, este valor é comparável à nona maior economia do mundo.   De acordo com Arildo Lopes, o cooperativismo no Brasil representa 6% do PIB e a meta em 10 anos é dobrar essa participação. “Temos exemplos de que é possível alcançar essas metas e fortalecer o cooperativismo no País”, disse.

Unisol

A Unisol Brasil surgiu a partir de uma iniciativa do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC no 3º Congresso da categoria em 1999. Atualmente apoia empreendimentos em 27 estados, em 11 setores. Em 2004 atuava com 82 empreendimentos no País, chegando em 2013 com cerca de 750 grupos, que beneficiam cerca de 70 mil famílias do Brasil.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM