Unisol RS leva propostas para a reunião mensal do Fórum Municipal de Economia Solidária de Porto Alegre (FMESPA)

participação fmespa.julho.15

Reunião da FMESPA. Crédito: Maribel Kauffmann.


Na quinta-feira, 30.07, a Unisol RS participou da reunião mensal do Fórum Municipal de Economia Solidária de Porto Alegre  (FMESPA), no auditório da Casa do Artesão, localizado no centro histórico de Porto Alegre (RS).
Na pauta, a eleição da nova coordenação do Fórum,  na qual o empreendimento Toque de Anjos, filiado à Unisol RS, fará parte.
Maribel Kauffmann, representante da Unisol RS, e também membro do empreendimento Inovarte, que integra a Coordenação Ampliada do Fórum Gaúcho de Economia Popular Solidária, fez uma intervenção durante a reunião. O objetivo foi o de apresentar os encaminhamentos do Grupo de Trabalho de Articulação Política do Fórum Gaúcho de Economia Popular Solidária, em parceria com o Conselho Estadual de Economia Solidária.
À partir da instalação da Subcomissão de Economia Solidária, na Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo, da Assembleia Legislativa do estado, serão colocados os tema da economia solidária e da importância da continuidade das políticas públicas. Também serão realizadas audiências públicas regionais e uma estadual, nas Câmaras de Vereadores, ficando o cronograma com a seguinte previsão, iniciando às 17 horas (a confirmar):
17.08 – Pelotas
24.08 – Santana do Livramento
31.08 – Caxias do Sul
28.09 – Torres (local a definir)
05.10 – Canoas(local a definir)
26.10 – Porto Alegre – Plenarinho da Assembleia Legislativa, às 15 horas.
Também, no âmbito da Subcomissão de Economia Solidária, serão realizadas reuniões temáticas, estando previstas reuniões com o Conselho Estadual de Economia Solidária (CESOL), o Fórum Gaúcho de Economia Popular Solidária (FGEPS), a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, a Fundação Banco do Brasil, a Petrobras, o Banco do Brasil, o Banrisul e o BNDES.
Outra questão que deverá ser debatida pelo movimento da economia solidária no RS, é o Projeto de Lei 251/2015, enviado à Assembleia Legislativa pelo executivo, alterando a estrutura de funcionamento do Governo do Estado. Neste projeto as ações e competências da economia solidária foram divididas entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social.
A Unisol RS tornou público para os participantes do FMESPA, que fechou posicionamento no sentido de que a centralização da economia solidária no Governo do Estado deve ser na Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia. Isto porque nela já existe estrutura e orçamento, sendo o foco principal da pressão social para a retomada das ações, exigindo a execução dos convênios federais, a manutenção do Conselho Estadual, dos processos de Certificação dos EES, do apoio às feiras e às cadeias produtivas.

Publicar um comentário

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM